Marília encerra 36ª edição dos Jogos Abertos da Juventude com a conquista de sete medalhas, sendo duas de prata e cinco de bronze

O evento foi realizado em Marília pela primeira vez e reuniu 4.100 pessoas e 285 municípios do estado de São Paulo

Durante dez dias Marília foi palco do esporte no estado de São Paulo. De 13 a 22 de junho aconteceu, pela primeira vez na cidade, os Jogos Abertos da Juventude, que este ano chegou à 36ª edição.

Evento que reuniu 4.100 pessoas entre técnicos, atletas, árbitros, dirigentes, comitês: organizador e dirigente. Marília conquistou sete medalhas no geral, sendo duas de prata e cinco medalhas de bronze – esta foi a melhor marca de medalhas da cidade nessa competição.

Participaram desta edição da competição 285 municípios do Estado de São Paulo que disputaram 15 modalidades (atletismo, basquete, damas, futebol, futsal, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis, tênis de mesa, voleibol, vôlei de praia e xadrez), distribuídas em 13 praças esportivas: Sesi, Yara Clube, Country Clube, Faip. Unimar, Ginásio Neusa Galetti, ginásio do Clube dos Bancários, Estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, Estádio do Mineirão, AABB e os Poliesportivos: Simonaio, JK e Pedro Sola.

Marília conquistou três medalhas de bronze no atletismo com Tamilie Batista, Fernanda Silveira, Maria Victória Tayette e Alana Tani (revezamento 4X100), no salto em altura com Gabriel Thomaz Belfort e Maria Fernanda (200 m rasos feminino).

O município ainda levou o bronze no vôlei de praia masculino e no futebol masculino. A prata veio no atletismo com Leonardo Ian na prova de lançamento de martelo e no tênis de mesa dupla feminina com a Giovana e a Camila.

O secretário municipal de Esportes, Lazer e Juventude, Eduardo Nascimento, destacou que o resultado das equipes marilienses superou a expectativa.

“Participamos de todas as modalidades e superamos nossa expectativa com os resultados. É importante ressaltar que começamos a investir na base nessa gestão do Governo Daniel Alonso com a ampliação do Projeto Social Esportivo. No geral, os resultados foram bons, pois participamos com atletas 100% da cidade. Acredito que o evento fomenta e estimula a prática esportiva, além de ser um  incentivo para que os atletas  continuem a competirem e se preparem nas respectivas modalidades”, disse.

Para Nascimento, o evento foi positivo em todos os âmbitos, pois movimentou a economia do município, além de fomentar as atividades esportivas e investir na juventude, a qual é a base para a formação do atleta.

O evento foi executado pelos servidores da Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Juventude, Secretaria de Cultura, Emdurb (Empresa Municipal de Mobilidade Urbana), Obras Públicas e do Meio Ambiente e de Limpeza Pública – 102 servidores municipais trabalharam para a realização da 36ª edição dos Jogos Abertos da Juventude.

O titular da pasta comentou ainda que o auxílio da Diretoria Regional de Ensino e das outras secretarias da Prefeitura de Marília foi fundamental para a realização do evento.

“Quero agradecer de coração a todos os diretores e diretoras da rede estadual pela cessão das escolas para alojamento dos atletas no período da competição. Gratidão à Cris, à Kelly e a toda equipe do Samu que não mediram esforços para nos atender. Aproveito o momento e agradeço também o secretário da Saúde, Ricardo Mustafá. Agradecer aos eletricistas e encanadores da Secretaria de Obras, os coletores e todos os servidores e secretários que se comprometeram durante esses dias de evento. Agradecer também ao prefeito Daniel Alonso pela confiança e pelo apoio ao esporte”, finaliza Nascimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *