Mariliense se classifica para Jogos Olímpicos de Inverno da Juventude

Com menos de um ano no bobsled (corrida de trenó no gelo), o mariliense Gustavo dos Santos Ferreira se classificou no ‘monobob’ (individual), para os Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno Sub-17, em Lausanne, na Suíça, de 9 a 22 de janeiro.

A vaga foi conquistada no último sábado (dia 7), na etapa final do “Omega Youth Series Competition”, realizado em Park City, nos Estados Unidos. Ele terminou a prova na 5ª colocação. No domingo (8) já estava garantido e ficou em 6º lugar.

“Estou muito emocionado. A palavra para descrever meu sentimento seria gratidão. Ter conseguido a vaga é algo incrível”, declarou o mariliense. Ao longo da temporada, foram três etapas da competição (seis provas) e dos 18 que se garantiram nas Olimpíadas de Inverno, Gustavo Ferreira acabou na 7ª posição.

Em todas as modalidades no bobsled, cada trenó desce sozinho (com a equipe ou individual) na pista de gelo e ganha o que fizer o percurso em menor tempo, em três tentativas. O mariliense lembrou que nas duas primeiras etapas da competição, realizada em fevereiro, nos EUA, não teve bons resultados.

“Eu não me dei muito bem (21º e 17º lugares, em fevereiro), pois estava começando no bobsled (três meses de treino). Nas duas que aconteceram no mês passado e com essas duas de agora, eu já estava mais experiente. Tinha feito a escola (treinos) em abril nos Estados Unidos”, destacou.

O atleta de 17 anos chegou ao bobsled por praticar o atletismo no poliesportivo do Pedro Sola, já que algumas características com o esporte no gelo são essenciais: força e velocidade.

“Não foi tão difícil me adaptar. Acho que consegui muito rápido, principalmente com o frio. Sei que ainda preciso melhorar muito minhas técnicas, mas aqui é tudo questão de prática”. Outro fator de que o mariliense “tirou de letra” na modalidade no gelo foi a velocidade do trenó – no monobob pode chegar até 115 km por hora. “Não tive medo, posso dizer é que é muito emocionante”.

Gustavo Ferreira acredita que mesmo tendo pouco tempo no bobsled, pode sonhar com uma medalha nas Olimpíadas de Inverno. “Acho que eu não sou nenhuma ‘zebra’. Tenho capacidade de estar bem para competir de igual para igual”, garantiu.

O mariliense é o segundo brasileiro a se classificar para a principal competição da categoria juventude. O antecessor foi 8º lugar na edição de 2016. O mariliense mora na Vila Maria (zona Oeste) e tem chegada prevista para Marília hoje (10), às 8h20.

FONTE : JORNAL DA MANHÂ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *