Ministério da Educação do Japão diz que faculdades de medicina do país fraudaram resultados de exames de admissão

O Ministério da Educação do Japão afirmou que faculdades de medicina em todo o país fraudaram resultados de exames de admissão.

A pasta conduziu um levantamento junto a 80 faculdades de medicina, após a Universidade de Medicina de Tóquio e a Universidade Showa terem admitido o cometimento de fraudes nos exames.

Na terça-feira, o Ministério da Educação divulgou os resultados de um relatório interino sobre 30 dessas escolas.

O documento diz que várias faculdades admitiram ter discriminado candidatos com base em idade ou gênero, além de conceder tratamento preferencial a filhos de ex-alunos.

Segundo o relatório, algumas escolas exigiram que os candidatos preenchessem os formulários de inscrição com a profissão dos pais e fizeram perguntas sobre o ambiente familiar e suas condições financeiras durante entrevistas.

No entanto, o ministério não revelou os nomes das faculdades de medicina ou mesmo sua quantidade. Disse que o levantamento está em andamento e que as escolas deveriam vir a público por conta própria.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *