Ministro do Meio Ambiente do Japão diz que apoio a usinas a carvão deveria ser revisto

O ministro do Meio Ambiente do Japão, Shinjiro Koizumi, deu a entender que o apoio de seu país à construção de usinas movidas a carvão no exterior deveria ser revisto.

Koizumi conversou com cerca de 50 jornalistas do Japão e de outras nações na Espanha, onde ocorre a COP25, conferência sobre clima da ONU.

Um repórter de um jornal alemão perguntou sobre planos concretos do Japão para a geração de energia a partir de carvão.

Koizumi respondeu que diferentemente de outros países, o Japão não pode prometer imediatamente que vai deixar de utilizar carvão ou combustíveis fósseis.

Entretanto, afirmou acreditar que o governo japonês será capaz de agir de forma positiva com relação a seu apoio à construção de usinas movidas a carvão no exterior.

Um repórter de uma agência de notícias americana perguntou se isso significa que ele pensa que o Japão deveria interromper a exportação de usinas movidas a carvão.

Koizumi respondeu que acredita que o governo será capaz de dar sinais positivos para mudar algo, e que está em coordenação com os ministérios relevantes.

Entretanto, afirmou que não conseguiu definir uma posição a tempo da conferência COP25. Ele afirmou que vai continuar conversando com os ministérios relacionados.

FONTE : NHK PORTUGUÊS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *