Miyoko Shakuda é eleita presidente do Mie Kenjinkai para a gestão 2020/21

Seguindo as formalidades de praxe, em especial as legais via Edital de Convocação à Assembleia Geral Ordinária publicada na mídia nipo-brasileira, contando com a presença de quarenta e uma pessoas, entre membros da diretoria de até então e associados, realizando-a no dia 19 de janeiro de 2020, em sua sede social, a Associação Cultural e Assistencial Mie Kenjin do Brasil elegeu a nova diretoria para a gestão 2020/21, tendo Miyoko Shakuda como sua presidente.

Como de praxe, cumprindo a Ordem do Dia em conformidade com edital de convocação, foram apresentados os Relatórios de Atividades e Demonstrativo de Resultados, que foram aprovados por aclamação, enquanto o Balanço Anual de 2019 foi aprovado pelo Conselho Fiscal.

Takashi Shimokawa, presidente da associação desde 2014, porque quando foi eleito vice de Paulo Ohtani, que veio a falecer nesse mesmo ano, teve de assumir essa função, o que lhe confere quase seis anos de gestão, foi quem apresentou o Balanço. “Fizemos uma apresentação simplificada para entendimento imediato dos associados, mas inserimos o detalhado no caderno da Assembleia entregue a todos os presentes”, justificou. “Pelos números, todos puderam ver que, apesar do momento econômico instável do país, durante todos esses anos de nossa gestão, somado à superação de problemas internos, saímo-nos muito bem em todo esse período”, enfatizou para relembrar que, em 2014, herdou as finanças com saldo negativo, mas agora as entrega com saldo muito positivo, consequência das três gestões bem sucedidas, apoiado que foi por todos.

No caso dos Relatórios das Atividades, alguns departamentos puderam relatar as suas aos presentes, como o Kendo, por seu responsável, Edson Masayuki Shiono, cujo departamento sempre contribuiu muito socialmente à associação, como ao Festival do Japão, e ainda trouxe a notícia da conquista do campeonato brasileiro Infanto-juvenil por equipes, por seus atletas, afora outras conquistas, detalhadas no caderno.

Palestras – Francisco Noriyuki Sato, diretor do departamento Cultural, expôs sobre o sucesso das palestras sobre História do Japão, dadas por Yuho Morokawa e ele próprio, em cujo dia da formatura estiveram presentes o presidente da Fundação Japão, Masaru Susaki, e do vice-presidente do Centro Brasileiro de Língua Japonesa, Hiroyuki Hino; e revelou também que professores de universidades japonesas, que as assistiram, afirmaram que o conteúdo das mesmas é mais do que um japonês aprende ao terminar uma faculdade. Seu departamento é também responsável pelo periódico Mie News e pela manutenção do site www.miebrasil.com.

Para finalizar essa etapa da Ordem do Dia, antes da eleição propriamente dita, foram apresentados e aprovados, por aclamação, os Plano de Atividades e Previsão de Orçamento para 2020.

Como subitem, previsto pelo Estatuto, Shimokawa levantou a questão da anuidade, mas propondo manutenção do valor atual pela alegação da não necessidade de aumento caso, por um trabalho conjunto, consigam atrair de volta os associados ausentes. “Atualmente, temos mais de duzentos associados, mas apenas pouco mais de oitenta pagam a anuidade. Independentemente disso, os queremos de volta para que, juntamente com filhos e netos, possam usufruir deste patrimônio valioso que temos e muito bem localizado”, justificou. Foi aprovada. A associação se localiza ao lado da estação do Metrô, Vila Mariana, e mantém campanha nas redes sociais para trazê-los de volta.

Nova Diretoria – Na sequência, a Comissão Eleitoral apresentou a única chapa à Nova Diretoria que se inscreveu até aquela data, o que, nesse caso, conforme Estatuto, permite que a eleição possa ser consumada por aclamação. Em relação a essa situação, Shimokawa discorreu sobre a dificuldade que se tem, atualmente, para se compor uma chapa. “Quanto mais duas! Ainda mais se a gestão anterior for realizada com êxito, como ocorreu à nossa”, lembrou. “A dificuldade está também no próprio Estatuto porque além de ter de ser descendente, o candidato tem de estar em dia com anuidade… sem contar a ausência deles”, conforme afirmou acima.

Por isso, antes de ser posta à votação, fez questão de apresentar um a um os novos membros dessa chapa, justificando as razões e até revelando, em alguns casos, as dificuldades para convencimento dos mesmos a aceitarem essas missões.

FONTE : JORNAL NIPPAK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *