“Não é o momento de declarar emergência”, diz Abe sobre avanço do Covid-19 no Japão

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou em um comitê de avaliação econômica da Câmara Alta do Japão, que o país não está em uma situação na qual seja necessário declarar estado de emergência.

O país registrou um recorde de novos casos de Covid-19 em um único dia na terça-feira (31), com mais de 200 confirmações da doença. O Japão totaliza 2.235 casos de infecções e 66 óbitos. Mais de 580 casos já foram confirmados em Tóquio.

“Acredito que não estamos em uma situação emergencial no momento. Queremos avaliar o problema considerando a vida e a saúde da população como prioridade”, ponderou Abe.

Segundo uma reportagem da emissora NHK, o governo japonês também reiterou que, mesmo que seja declarado estado de emergência no país, não será possível fechar as cidades, como aconteceu na França e em outros países mais afetados pelo vírus.

“Precisamos esclarecer que em um estado de emergência podemos tomar várias medidas restritivas, mas não podemos fazer o “lock down”, como ocorreu na França. Há um mal entendido com relação a isso”, esclareceu o primeiro-ministro, enfatizando a dificuldade de impor quarentena irrestrita para a população.

O representante do governo japonês também esclareceu que todas as possibilidades estão sendo consideradas, tendo em vista o pior cenário possível para a pandemia. Por causa das limitações do ponto de vista legal, o Japão também encontra dificuldades em forçar restrições mais severas.

“É uma situação difícil para o país, no qual nunca enfrentamos depois da Segunda Guerra Mundial”, explicou Abe. Na próxima semana, o governo japonês deve organizar as medidas econômicas emergenciais, visando manter empregos e amenizar os prejuízos que a pandemia vem causando na economia do país.

FONTE : ALTERNATIVA ON LINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *