O Medo irracional de ficar sozinho

Muitos Pastores por causa do medo e do abandono caracterizada por extrema dependência dos outros, entram no mundo depressivo e vivem no medo constante de que seu mundo entrará em colapso se seus amigos ou familiares o abandoná-los.

Isso pode levar o Pastor a diferentes problemas que podem causar danos, tanto para ele como para quem está ao seu lado. Muitas vezes, atende a ameaçar ou sabotar suas relações.
Este medo pode levar a violência, quebrar ou destruir a sua vida ou até mesmo ferir quem está por perto. As vezes, o medo do abandono pode surgir subitamente quando se está financeiramente ou emocionalmente dependente de outro, levando à perda significativa de apoio financeiro e emocional.
O medo de ficar sozinho é comum a muitos Pastores e transmite receio, insegurança e tristeza. Mas porque é que a solidão tem um peso tão grande ao ponto de vários Pastores ficarem deprimidos e ansiosos?

O medo da solidão não é uma coisa nova, nem algo que acontece por acaso. É possível que na fase da vida Pastoral, este sentimento não seja vivido muito intensamente, principalmente pelo o cargo que ele está assumindo.

O sentimento de abandono ou rejeição, por parte da igreja é, indiscutivelmente, algo que perturba. Contudo, com o avançar da experiência Pastoral, o aumento das responsabilidades pessoais e a diminuição do tempo livre, o sentimento de solidão poderá crescer.

Claro que cada Pastor atribui o seu próprio significado à solidão, consoante as suas características pessoais e o ambiente que o rodeia. No entanto, também é importante saber que todos os Pastores são humanos e sentem solidão em algum momento da vida.

Eles podem estar sós e não sentirem solidão, mas também podem estar acompanhados e sentirem-se sós. Portanto, a solidão é apenas um sentimento e não um estado definitivo; ou seja, pode sentir-se sozinho e muito triste hoje, no entanto, não quer dizer que também sinta isso amanhã.

Os sentimentos aparecem e cada Pastor tem a sua forma de lidar com eles, pode ser que o vençam ou fiquem para sempre consigo. Mas nunca se esqueça que o primeiro grande passo é assumir, para si próprio que quer mudar.

Se está mais triste, mais ansioso ou mais angustiado e só tem vontade de ficar sozinho, não o faça. Ou, pelo menos, não o faça frequentemente. Claro que é bom ficar sozinho durante alguns momentos, pois todos nós precisamos disso; contudo, não faça disso rotina. Valorize-se, primeiro que tudo e todos. Você tem qualidades muito superiores àquilo que imagina! As pessoas que se sentem muito sozinhas têm uma tendência maior para ficarem mais sozinhos, se não contrariarem isso.

Não olhe para trás, com uma atitude melancólica e triste. Pode ter tido bons ou maus momentos, mas tem de seguir em frente com isso. Erros fazem parte da sua vida, pois estão sempre a surgir novos momentos que tem de aproveitar. Pense muito em você! É importante estabelecer objetivos e metas reais, viva os projetos de Deus na sua vida.

2 Timóteo 1:7, onde diz: Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação. Podemos ver desde o início que esse tipo de medo não vem de Deus.

No entanto, às vezes estamos com medo, às vezes esse medo vem sobre nós, e para ter vitória sobre esse sentimento, precisamos confiar em Deus completamente.
No entanto, ninguém é perfeito, e Deus sabe disso.

Isaías 41:10
Nos encoraja: não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça.

Daniel 10:12
O anjo do Senhor encoraja a Daniel: Então me disse: Não temas, Daniel; porque desde o primeiro dia em que aplicas-te o teu coração a compreender e a humilhar-te perante o teu Deus, são ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras eu vim.

Mateus, 10:31
Jesus disse no Novo Testamento: Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.

Salmo 56:11
O salmista escreve: em Deus ponho a minha confiança, e não terei medo; que me pode fazer o homem?

Esse é um testemunho maravilhoso do poder da confiança em Deus. O que o salmista está dizendo é que independentemente do que acontecer, ele vai continuar confiando em Deus. O segredo para superar o medo, então, é confiança total e completa em Deus.

Confiar em Deus é uma recusa de se entregar ao medo. É voltar-se a Deus mesmo nos tempos de escuridão e confiar que Ele vai consertar as coisas. Essa confiança vem de conhecer a Deus e saber que Ele é um Deus.

Jó, 13:15
Eis que Ele me matará; não tenho esperança; contudo defenderei os meus caminhos diante Dele.

Para mais informações
E-mail: ccpsp2018@gmail.com
WhatsApp: 14988056852
Celular: 14981003557

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *