Onze pacientes infectados foram transferidos para hotel em Tóquio para tratamento

O governo metropolitano da capital japonesa começou a transferir pacientes com coronavírus infectados com sintomas considerados “leves” que não requerem hospitalização para hoteis.

Onze pessoas foram transferidas para um hotel alugado pelo governo metropolitano. A ação visa garantir leitos hospitalares suficientes à medida que a pandemia cresce. Os pacientes vão passar duas semanas isolados em quartos.

O governo alugou o hotel da rede Toyoko Inn localizado no bairro Shin-ohashi Mae.

A ambulâncias que transportam pacientes começaram a chegar ao hotel um pouco depois das 15h. Os motoristas estavam usando equipamento de proteção. Os pacientes e outros passageiros, estavam usando máscaras, mas vestindo roupas normais e entraram imediatamente no hotel.

O governo metropolitano disse que os pacientes ficariam locados no quarto andar por enquanto, mas que haveria a possibilidade de instalar mais pessoas nos outros andares o hotel está todo alugado e contém 12 andares. Os pacientes não tem permissão para sair dos quartos ou receber visitas. As refeições vão ser servidas no térreo.

Os médicos farão atendimento durante o dia e duas enfermeiras ficarão no hotel 24 horas por dia.

Os pacientes cujos sintomas desapareceram serão submetidos a testes de PCR e poderão sair do hotel se tiverem dois testes negativos consecutivos. Se a condição de um paciente piorar, um médico pode decidir remove-lo de volta ao hospital.

Na segunda-feira, havia 1.033 pacientes em Tóquio que precisavam de hospitalização, mas havia apenas 1.000 leitos disponíveis. O governo metropolitano quer suplementar isso com até 1.000 quartos de hotel.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar disse que permitiria que casos leves e outros ficassem em casa ou fossem diretamente para hotéis ou outras instalações sem serem hospitalizados, mas o governo metropolitano decidiu que todos os pacientes seriam primeiro admitidos em um hospital e depois transferidos para um hotel com base em uma avaliação médica.

Na terça-feira, o governo central decidiu usar quartéis temporários da policia que iriam ser usados nas Olimpíadas como locais provisórios para acomodar casos leves e assintomáticos.

FONTE : IPC DIGITAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *