Postura liberal de Marcos Rezende retira o Plano de Carreira dos Servidores da Câmara

Presidente do Legislativo entende que o momento não está propício para assuntos de ordem financeira, ante a situação gerada pela covid-19

O presidente da Câmara Municipal de Marília, vereador Marcos Rezende (PSD), retirou o Projeto de Lei Complementar (PLC) n.º 10/2020, de autoria da Mesa Diretora, que concederia nova estrutura de referência aos servidores municipais do quadro de funcionalismo da Câmara Municipal.

O projeto permitiria novo enquadramento salarial. “Quanto ao Plano de Carreira dos Servidores do Legislativo entendo que em outra oportunidade, num momento mais ameno e muito menos traumático como estamos vivendo agora, poderemos formular a proposta”, frisou Marcos Rezende.

Desta forma, o que iria à votação às 16 horas no plenário da Câmara de Marília ontem, terça-feira, dia 31, não seria o PLC n.º 10/2020 original, que estabeleceria novas referências e novas composições de cargos, salários e carreiras aos funcionários do Legislativo. Contudo, a sessão extraordinária, por falta de quórum mínimo de presença, acabou não sendo realizada. Matérias que alterem a estrutura salarial e referências de remuneração devem ser votadas e sancionadas, no caso de aprovadas, antes do dia 3 de abril por enquadramento da legislação eleitoral. Após este período, projetos de remunerações salariais de servidores municipais apenas podem repor percentuais de perdas inflacionárias referentes ao período de correção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *