Praça do Mirante será o primeiro projeto a ser contemplado com recursos do MIT

Cidade espera aprovação da Assembleia Legislativa para utilizar recurso ainda este ano

 

A Praça do Mirante, que será construída entre a Via Expressa Sampaio Vidal e rua Augusto Genta, compreendendo as ruas Guido Cola e Maria Furlaneto,na zona sul da cidade, será o primeiro projeto a ser contemplado com recursos do MIT (Município de Interesse Turístico).

O projeto da Praça do Mirante foi feito pelo arquiteto Manoel Ortiz, da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano que, num grande esforço em curto espaço de tempo, realizou as imagens em perspectiva do local, para que pudesse ser encaminhado a São Paulo.

A informação é do secretário municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Cássio Luiz Pinto Júnior, o Cassinho.

“A Praça do Mirante é o primeiro projeto a ser contemplado com recursos oriundos do Governo do Estado de São Paulo, através das verbas que são destinadas às estâncias turísticas e aos municípios de interesse turístico. Este ano para os MITs a verba é de cerca de R$ 595 mil. Estes recursos, quando não utilizados pelos municípios, acabam retornando para os cofres do Estado de São Paulo, ou seja, não são cumulativos”, disse o secretário.

Para que o recurso deste ano não seja perdido, há pressa dos MITs para que a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo vote o quanto antes os 43 municípios que já têm a avaliação técnica positiva e já são reconhecidos como MIT, mas aguardam este reconhecimento por parte da Assembleia.

“Só após esta aprovação poderemos formalizar convênios com o Governo do Estado de São Paulo, mas para isso temos que ter os nossos projetos aprovados pelo Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias Turísticas) e pela CPOS (Companhia Paulista de Obras e Serviços), que irão julgar estes projetos viáveis ou não de acordo com a proposta de infraestrutura turística. Isto tem que ser feito a toque de caixa, pois já estamos praticamente no final de novembro. Esperamos agora que a Assembleia, que já admitiu votação em regime de urgência, reconheça mais estes 43 MITs”, afirmou Cassinho.

O projeto da Praça do Mirante já está na capital, aguardando esse reconhecimento. Assim que for votado na Assembleia Legislativa, já entra na pauta de reunião para aprovação e formalização desse convênio.

“Então, se não for utilizado com recurso deste ano, com certeza será com recursos de 2019. Não gostaríamos de perder esse recurso de 2018, pois para ser levado para ser levado a São Paulo e pra ser desenvolvido, teve que ter aprovação do Comtur (Conselho Municipal de Turismo) aqui de Marília, que não é somente consultivo, mas deliberativo também, ou seja, aprova as propostas vindas da Secretaria Municipal do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico. Então, a secretaria apresentou este projeto, que foi aprovado pelo Comtur e já enviado para São Paulo para que possamos fazer a adesão aos recursos do MIT”, finalizou o secretário.

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *