Prefeito Daniel Alonso atende reivindicação de muitos anos e vai fazer equiparação de hora/aula entre professores da rede

Projeto está sendo finalizado, sendo que os professores de Emef passarão a receber R$ 0,80 por hora/aula

O prefeito Daniel Alonso irá atender uma antiga reivindicação dos professores de Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental), fazendo a equiparação do valor da hora/aula com os professores de Emei (Escola Municipal de Educação Infantil).

A informação já foi passada a um grupo de professores de Emef na última sexta-feira (12), durante uma reunião no auditório do 2º andar do Paço Municipal, que contou com as presenças dos secretários municipais Cássio Luiz Pinto Júnior (Administração), Prof. Helter Rogério Bochi (Educação) e Levi Gomes de Oliveira (Fazenda), além da vereadora Professora Daniela, que havia feito requerimento neste sentido, e também é servidora da rede municipal de educação.

Daniel Alonso disse que havia feito o pedido de estudo junto à equipe econômica da Prefeitura para que viabilizasse essa equiparação entre os professores da rede municipal.

“A gente já sabia que era uma reivindicação de muitos anos dos professores de Emef da rede municipal de Marília. Então, solicitamos a nossa equipe econômico que fizesse um estudo minucioso para podermos atender o pedido dos professores. Agora, com o estudo finalizado, iremos encaminhar um projeto à Câmara Municipal de equiparação desse valor e tenho certeza que será aprovado por todos os vereadores”, disse o chefe do Executivo.

O projeto está sendo finalizado, sendo que os professores de Emef passarão a receber R$ 0,80 por hora/aula, que é o mesmo valor pago atualmente aos professores de Emei. “Com isso estaremos promovendo uma isonomia entre os professores da nossa rede, o que é justo, já que têm as mesmas funções”, afirmou Daniel Alonso.

Daniel afirmou também que está aberto a negociações com todas as classes trabalhadores dos servidores municipais. “Estamos com a porta do gabinete aberta para ouvir todas as reivindicações dos servidores”, disse o chefe do executivo.

Nos próximos dias, o projeto estará concluído e será enviado à Câmara tão logo retorne do recesso para que seja colocado na pauta de votação do Legislativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *