Prefeito João Carlos recomenda fechamento do comércio garcense a partir de segunda-feira

A cada observação o panorama é diferente e as mudanças exigem medidas contingenciais que se mudam na mesma velocidade. Esta vem sendo a rotina na luta contra a disseminação do novo coronavírus que até ontem dia 19, às 20 horas, totalizava no território nacional brasileiro seis mortes e 621 casos confirmados. Isso sem citar o número de suspeitos. A pandemia já foi decretada. Na tarde de ontem, 19, em meio a mais uma medida contingencial, o prefeito João Carlos dos Santos recomendou o fechamento do comércio garcense a partir da próxima segunda-feira. O fechamento de outros setores como a Indústria, Serviços e transporte coletivo e intermunicipal também foi sugerido pelo prefeito.

Através de decreto, saindo da área da recomendação, prefeituras em todo o território nacional vem fechando o comércio com o objetivo de evitar a propagação do vírus. São Paulo, Londrina, Palmas (TO), Toledo (PR), Valinhos fazem parte desse cenário que deixa de fora as farmácias, supermercados e postos de combustíveis.

“É um assunto que está incomodando a todos, mas é necessário essa postura. O coronavírus está afetando a vida de todos os cidadãos e aqui em Garça não é diferente”, falou o prefeito.

Segundo ele, num primeiro momento estava sendo feito algumas recomendações com relação a ambientes que tivessem aglomeração de pessoas, com fluxo intenso de pessoas.

“Agora estamos tentando levar a orientação sobre a necessidade de evitar a circulação e para isso estamos fazendo algumas recomendações. Primeiramente ao Comércio, à Indústria e aos prestadores de serviço que interrompam suas atividades a partir de segunda-feira, dia 23”, informou o prefeito.

João Carlos colocou que o pedido se deve em razão da necessidade de, nesse momento, ter um posicionamento intenso. 

Para o chefe do executivo garcense, as medidas se fazem necessárias e o garcense não pode reclamar depois, por não ter tomando a atitude correta no momento certo. 

“Devemos nesse momento pecar pelo excesso e não pela omissão. Nossa recomendação é que a partir de segunda feira o comércio restrinja suas atividades, exceto aquelas consideradas essenciais, que estaremos divulgando. Estamos recomendando também a paralisação do transporte coletivo, tanto urbano como intermunicipal, para evitar com isso a circulação de pessoas”, frisou João Carlos.

Sabedor de toda a polêmica que a recomendação pode acarretar, o prefeito salientou que, nesse momento é importante falar com muita propriedade. Não é mais, segundo ele, a aglomeração. Não são mais os cultos religiosos, o cinema, o shopping. 

“Nós estamos falando nesse momento na necessidade de evitar a circulação de pessoas. Fiquem em casa. Cuidem dos idosos. Evitem necessariamente expor as pessoas mais vulneráveis ao vírus. Isolem seus ambientes, tomem os cuidados necessários”, repetiu o prefeito, lembrando as recomendações divulgadas pelo Ministério da Saúde.

Mesmo com toda a seriedade que o assunto traz, aliada ao medo e a insegurança, o prefeito frisou que nesse momento é importante não ter nenhuma atitude de pânico. Não é necessário, como salientou ele, providenciar estoque de mercadorias, ter corridas às padarias, aos supermercados. 

“Nós temos que ter nesse momento a solidariedade. É importante nos entendermos que a entre ajuda, a ajuda compartilhada, a solidariedade é que vai fazer com que nós, nesse momento difícil tenhamos condição de superar. Só com o envolvimento de todos, só com a dedicação e o compromisso coletivo é que conseguiremos evoluir. Então fica aqui a minha recomendação, o meu pedido”, disse o prefeito.

João Carlos recomendou que os garcenses se utilizem dos meios oficiais para receber as informações necessárias que saem de todas as redes sociais da Prefeitura. 

“Estaremos a disposição e diariamente temos o sistema que atualiza os dados. É importante você ficar atento. Nossos secretários têm a liberdade, através de um decreto publicado ontem (quarta-feira, dia 18), de tomar iniciativas individuais, dentro de seus ambientes de trabalho, no sentido de acompanhar a evolução de assistência necessária, não só a população, mas também aos nossos servidores”, disse ele.

João Carlos lembrou ainda que a Secretaria de Saúde tem um plano de contingência pronto, estabelecido com os protocolos vigentes, para poder melhorar a assistência.

“A nossa Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social também está trabalhando um plano de contingência. É claro que em tudo que for necessário nós estamos antecipando as iniciativas. Conto com a colaboração de todos. É hora de todos juntos trabalharmos e convido todos os garcenses para participar desse nosso esforço coletivo para superarmos esse momento de dificuldade”, finalizou o chefe do executivo garcense.

FONTE : GARÇA ON LINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *