Prefeitura notifica empresa de ônibus por embarque e desembarque irregular

Uma empresa de ônibus de transporte intermunicipal de passageiros foi notificada na noite do último domingo, por realizar embarque e desembarque de passageiros de forma irregular em Tupã.

            Após receber várias denúncias da irregularidade, agentes de fiscalização e agentes de trânsito da Secretaria Municipal de Planejamento e Obras foram até o terminal rodoviário Geraldo Seiscento e flagraram dois ônibus de uma empresa transporte intermunicipal estacionados na rua J. E. Ari Fernandes em horário de linhas regulares oferecidas pela empresa.

            De acordo com o secretário municipal de Planejamento, Valentim Bigeschi, a empresa desobedeceu ao decreto municipal 8.730, que proíbe os embarques e desembarques no terminal rodoviário local como medida de enfrentamento do coronavírus.

            “Um dos ônibus da empresa foi multado e o outro foi notificado por descumprir o decreto municipal que suspende os embarques e desembarques no terminal rodoviário. É uma medida que vem sendo adotada pela grande maioria das cidades como forma de evitar a propagação do coronavírus. Grande parte empresas está seguindo corretamente a determinação, mas infelizmente algumas empresas ainda tentam burlar a legislação. Mas a prefeitura está atenta para esse tipo de abuso e graças às denúncias estamos conseguindo coibir essas ações que podem contribuir para disseminar a doença em nossa cidade”, afirmou.

            Valentim informou que além acompanhar a ação das empresas de ônibus, a prefeitura também está realizando monitoramento dos veículos que estão entrando em Tupã, inclusive com o registro das placas.

De acordo com o secretário de Planejamento, a medida tem por objetivo verificar as localidades de origem dos veículos, o que pode contribuir para uma eventual investigação sanitária caso haja necessidade.

Segundo Valentim, Tupã recebe uma média de 20 veículos de outras cidades por dias. Ele destacou também que dos veículos monitorados até o momento, a grande maioria, cerca de 40%, são da cidade de São Paulo. A equipe da Secretaria de Planejamento também verificou grande número de veículos de várias cidades dos estados do Paraná e de Minas Gerais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *