Prefeitura, Polícia Militar e Diretoria de Ensino realizam formatura do Proerd no Jardim Ohara

Solenidade irá acontecer no Templo Assembleia de Deus e reunirá 223 formandos

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Educação; a Polícia Militar e a Direção de Ensino – Regional Marília – irão realizar nesta sexta-feira (24), a partir das 19h30, no Templo Assembleia de Deus, que fica na rua Atílio Francheli, 45, no Jardim Ohara, zona oeste da cidade, a cerimônia de formatura do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência).

A solenidade desta sexta-feira reunirá alunos de quatro escolas, sendo duas municipais – Emef Profª. Edméa Braz Rojo Sola e Emef Prof. Amaury Pacheco – e duas estaduais – Abel Augusto Fragata e Prof. Antônio Gomes de Oliveira.

Serão 223 formandos no total, sendo 83 da Edméa Sola, 20 da Amaury Pacheco, 33 da Abel Fragata e 87 da Antônio Gomes.

A cerimônia de formatura contará com a presença de várias autoridades, como o secretário municipal da Educação, professor Helter Bochi, que representará o prefeito Daniel Alonso; a Dirigente Regional de Ensino, Cilmara Carreiro Piza; o subcomandante da 1ª Companhia PM, 1º tenente Arashiro, que representará o comandante do 9º BPMI Tenente-Coronel Marcos Tadeu Boldrin de Siqueira; a Capitã da 1ª Companhia da Polícia Militar, Vanessa Buoro Morile Agostinho; e o instrutor do Proerd, cabo PM Santana.

O PROGRAMA

O Proerd é um programa de educação preventiva ao uso de drogas, que tem por objetivo principal educar as crianças em seu meio natural que é a escola, tendo os policiais militares como instrutores.

O programa é direcionado em especial aos alunos do 5º ano do ensino fundamental e ensina as habilidades necessárias para manter as crianças longe das drogas, possibilitando o desenvolver de atividades positivas em relação às autoridades e ao respeito às leis.

As lições abordam o trabalho com a autoestima, a tomada de decisões em situações diversas e a civilidade, ensinando técnicas de autocontrole e resistência às pressões dos companheiros em relação ao oferecimento e ao uso das drogas por parte de pessoas estranhas.

   

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *