Quase 70% dos gols do MAC acontecem no segundo tempo

O Marília Atlético Clube (MAC) já marcou 19 gols em oito rodadas deste Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23) e tem uma média de 2,3 por jogo. Porém, o que chama à atenção é que 68,4% (13) das bolas na rede acontecem no segundo tempo. Só na goleada histórica de 10 a 1 sobre o Elosport/Capão Bonito, foram sete tentos anotados na etapa final.

A única partida em que o Alviceleste não marcou no segundo tempo, foi no empate de 1 a 1 contra a Santacruzense, no estádio Bento de Abreu e obviamente no 0 a 0 diante do Itararé, também em casa. Artilheiro maqueano com quatro gols, o centroavante João Féres marcou todos na etapa final dos jogos e sempre saindo do banco de reservas. O próprio jogador se considera um ‘talismã’. “Fui titular em uma só partida e não marquei. Posso considerar que sim (sou talismã), é sempre bom poder entrar e marcar gol. Quando estou no banco costumo observar o posicionamento da defesa adversária, para saber os pontos fracos e isso tem me ajudado”, destacou.

Dos 19 gols marcados pelo Marília na ‘Bezinha’, seis foram anotados por jogadores que saíram no banco de reservas. Foram quatro por João Féres e os outros dois por: Lucas Souza (atacante) e Lucas Praxedes (lateral-esquerdo).

Dúvida no ataque

Para o jogo deste domingo (dia 23), às 10h, contra a Santacruzense, fora de casa, o técnico Ricardo Costa tem apenas uma dúvida na equipe titular. Lucas Souza e Richard Tank brigam pela vaga do atacante Erik Bessa, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. No treino de ontem à tarde, no Abreuzão, os dois tiveram oportunidades no time principal, no trabalho tático.

Artilheiro do time com quatro gols, João Féres está confirmado no lugar de Lucas Lima, que rompeu dois ligamentos do tornozelo direito e ficará pelo menos mais cinco semanas fora. Ontem pela manhã, três jogadores sentiram contusão e foram poupados do trabalho da tarde, sendo dois titulares: o lateral-esquerdo Fernandinho (incômodo na parte posterior da coxa) e o zagueiro Raphael (torção no tornozelo). Já o zagueiro Guilherme Café torceu o joelho e é quem mais preocupado. O recém-contratado passou por exames e espera o resultado hoje.

O provável Marília para o jogo do fim de semana jogará com: Geílson; Mateus Mima, Raphael, Brunão e Fernandinho; Hebert, Mykaell e Ícaro; Breno, Lucas Souza (Richard Tank) e João Féres. Hoje o time volta a treinar em dois períodos do Bento de Abreu. Amanhã e no sábado os trabalhos acontecem somente pela manhã e serão com portões fechados.

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *