Shimamura elogiada pelo sindicato, após incidente com trabalhadores estrangeiros

O sindicato dos trabalhadores nas indústrias-JAM avaliou como ‘resposta incomum’ a atitude da rede varejista de confecção Shimamura. Ela notificou as indústrias terceirizadas, fornecedoras de roupas para que não violem os direitos humanos dos estagiários técnicos estrangeiros.

A atitude foi desencadeada por uma advertência. Foi dada proteção a 5 estagiários técnicos de Myanmar, por trabalho irregular, tendo seus direitos violados, em julho deste ano. Eles trabalhavam na indústria de confecção King Style, na província de Gifu. No mês passado o JAM alertou a empresa Shimamura para apurar os fatos e evitar a recorrência.

Depois disso a Shimamura respondeu que pesquisou e confirmou a violação na terceirizada.

Diante disso, tomou iniciativa de notificar cerca de 400 indústrias terceirizadas para que cumpram as leis e solicitando respeito aos direitos humanos dos trabalhadores estrangeiros.

“Pela responsabilidade social da empresa sobre aquelas onde efetuamos os pedidos, analisamos ser necessário buscar conformidade regulatória”, declarou a empresa.

Por outro lado o sindicato JAM falou sobre a expectativa de que “iniciativas como essa se espalhem”.

FONTE : PORTAL MIE

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *