Sindimmar realiza assembleias setoriais e chama a atenção para as perdas de 15% aos servidores

O Sindimmar (Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Município de Marília) vem realizando, nas últimas semanas, assembleias setoriais por videoconferência para ouvir subcategorias do funcionalismo público municipal. A entidade sindical chama a atenção para as perdas dos servidores, que chegariam a 15%.

“A Lei Federal 173/2020 congelou reajustes salariais e a Prefeitura incrementou a legislação impedindo o aumento de valores do cartão alimentação e cancelando o anuênio de 2%. Pedimos a mobilização da categoria para reivindicarmos a revisão destes absurdos e outros pontos como a revisão da jornada de trabalho dos servidores, bem como a reforma do Ipremm (Instituto de Previdência do Município de Marília)”, destacou o tesoureiro geral do Sindimmar, Alex Rodrigues.

As assembleias por videoconferências já aconteceram com servidores da Educação e da Saúde. As próximas atividades do gênero vão ouvir funcionários da Assistência Social, Esportes e Lazer, Daem (Departamento de Água e Esgoto de Marília), Codemar (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Marília), Ipremm e Administração.

Em protesto à não vacinação de professores e funcionários da rede municipal da Educação, greve sanitária está marcada para o dia 1º de março. A subcategoria vai paralisar suas atividades neste dia pedindo que a volta às aulas presenciais aconteça apenas quando a vacina for aplicada em todos os servidores da referida Pasta Municipal.

FONTE : JORNAL DA MANHÃ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *