‘Tem muito fracasso na minha vida, graças a Deus’, diz Marcos Caruso

Com mais de 50 anos de carreira, Marcos Caruso falou, em entrevista à revista “Quem”, sobre as suas primeiras tentativas fracassadas de se tornar um ator profissional. O ator contou que é grato até mesmo aos seus fracassos: “Tem muito fracasso na minha vida, graças a Deus! É bom fazer fracasso, porque você aprende”, disse ele.

Marcos Caruso relembrou a época em que não encontrava emprego nos anos 80, resolveu comprar uma máquina de escrever e terminou criando uma das principais obras do teatro brasileiro. “Em três dias eu escrevi ‘Trair e Coçar é Só Começar’ e entreguei para o Zé Renato, grande diretor de comédias. A peça ficou seis anos na gaveta, nunca foi montada. E depois, em 1986, ela estreou e está há 32 anos, ininterruptamente, em cartaz”, disse ele.

O ator afirmou que, apesar da fama, não costuma se isolar do público. “Sou uma pessoa que não se fecha nos carros, nos vidros. Eu ando de van no Rio, eu ando de ônibus, eu ando de bicicleta, eu ando a pé. Eu vou à feira justamente para quebrar um pouco isso. Senão fica aquela pessoa que vive numa redoma, que não existe”, explicou Marcos Caruso.

FONTE : YAHOO BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *