TRE NEGA RECURSO DE ABELARDO E VINICIUS CAMARINHA; PAI E FILHO CONTINUAM INELEGÍVEIS

Em julgamento que aconteceu na tarde de ontem (19), o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) negou recurso do ex-deputado e ex-prefeito Abelardo Camarinha (Podemos) e do atualmente deputado estadual Vinicius Camarinha (PSB). Ambos foram condenados em segunda instância, em julho deste ano, por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação na eleição municipal de 2016 e seguem inelegíveis.

O embargo de declaração ao recurso especial eleitoral nº 357-73.2016.6.26.0070 foi a última tentativa da assessoria jurídica de Abelardo e Vinicius Camarinha no Tribunal Regional Eleitoral.

Com a perda dos direitos políticos por oito anos determinada pela decisão do órgão colegiado da Justiça Eleitoral, pai e filho ficam impedidos de concorrer no pleito municipal de 2020. Porém, o mandato em curso do deputado Vinicius Camarinha, na Assembleia Legislativa, poderá ser cumprido normalmente.

A ação contra Abelardo e Vinicius Camarinha foi movida pelo grupo político do prefeito Daniel Alonso (PSDB), que venceu a eleição municipal de 2016 com a coligação “Marília Desenvolvimento Sem Corrupção” (PSDB/PMDB/PTB/PV/PCdoB/PPS).

Em 2016, o então prefeito Vinicius Camarinha buscava a reeleição e perdeu para Daniel Alonso. O candidato a vice-prefeito Élio Ajeka também é afetado pela decisão do TRE.

Também foram condenados na ação o radialista Wilson Mattos, da Rádio 950 AM; o diretor da TV Marília, Antonio Alpino Filho; Vicente Giroto (Rádio Jovem Pan FM) e a diretora da CMN (Central Marília Notícias) – grupo de comunicação lacrado por determinação da Justiça e com evidente envolvimento com o grupo político de Camarinha, Sandra Mara Norbiato.

O advogado Cristiano Mazeto, responsável pela defesa de Abelardo e Vinicius Camarinha, disse que agora será interposto recurso com pedido de efeito suspensivo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). “Isso deixará ambos elegíveis para a eleição municipal de 2020”, afirmou o advogado.

FONTE : MATRA (VIA JM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *