Tribunal superior permite religamento de reator nuclear no oeste do Japão

Um tribunal superior permitiu o religamento de um reator nuclear no oeste do Japão.

Na terça-feira, o juiz Masayuki Miki, do Tribunal Superior de Hiroshima, que presidiu o caso, revogou um mandado judicial impetrado em dezembro do ano passado.

O mesmo tribunal havia ordenado que a Companhia de Energia Elétrica de Shikoku não reiniciasse o reator 3 da usina nuclear de Ikata, na província de Ehime. A decisão foi tomada devido ao risco de uma erupção vulcânica no Monte Aso, na província de Kumamoto.

A decisão era válida até o final deste mês.

A operadora, por sua vez, tinha apresentado uma objeção ao mandado judicial e o tribunal vinha julgando o processo.

A Companhia de Energia Elétrica de Shikoku vai fazer preparativos rápidos para religar o reator.

Enquanto isso, o Tribunal Distrital de Oita deve decidir, na sexta-feira, outro mandado judicial impetrado por um grupo à parte de moradores sobre o reator.

FONTE : NHK PORTUGUÊS 
   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *