TV japonesa vai transmitir final entre Flamengo e Liverpool

A emissora Nippon Terebi (canal aberto) vai transmitir ao vivo a final do Mundial de Clubes da Fifa entre Flamengo e Liverpool na madrugada de sábado para domingo, a partir das 2h20 (horário de Tóquio).

O Flamengo chegou à final da competição depois de vencer o time saudita Al Hilal por 3 x 1, na terça-feira.

No estádio Khalifa International, em Doha, o Al Hilal, vencedor da Liga dos Campeões da Ásia, saiu na frente de forma merecida aos 18 minutos do primeiro tempo, quando um chute mascado de Salem Al Dawsari desviou no zagueiro Pablo Marí e morreu na rede.

O Flamengo conseguiu o empate apenas aos quatro minutos da etapa final, quando o uruguaio Giorgian De Arrascaeta completou um belo passe de Bruno Henrique para marcar.

Foi o próprio Bruno Henrique, aliás, que colocou o time brasileiro em vantagem, concluindo de cabeça um ótimo cruzamento de Rafinha.

Além disso, Bruno Henrique também construiu a jogada do terceiro gol do Flamengo, que dissipou toda e qualquer dúvida sobre a classificação. O atacante teve seu cruzamento rasteiro desviado por Ali Albulayhi contra o próprio gol.

LIVERPOOL
O atacante brasileiro Roberto Firmino saiu do banco de reservas para fazer o gol da vitória nos acréscimos, dando ao Liverpool a vitória por 2 x 1 sobre o Monterrey na quarta-feira e a vaga na final do Mundial de Clubes.

O Liverpool, desfalcado do zagueiro Virgil van Dijk, doente, e com Firmino e Sadio Mané no banco de reservas, não conseguiu se impor verdadeiramente no jogo, mas sua tradicional perseverança garantiu um lugar na decisão.

“Eles lutaram muito, tivemos problemas antes e durante o jogo, mas acho que os rapazes se saíram excepcionalmente bem”, disse o técnico do Liverpool, Juergen Klopp.

Porém, foi um final cruel para o Monterrey, que jogou com disciplina e brilho no contra-ataque e poderia ter desfrutado de uma noite fantástica, não fossem as defesas do goleiro do Liverpool Alisson Becker.

Com Dejan Lovren e Joel Matip lesionados, Klopp teve que colocar o meio-campista Jordan Henderson na vaga de Van Dijk ao lado de Joe Gomez no centro de uma defesa improvisada.

No ataque foram escalados Xherdan Shaqiri e Divock Origi, com Klopp optando por deixar dois terços do seu habitual tridente de ataque no banco, presumivelmente com a final de sábado em mente.

O Liverpool abriu o placar aos 12 minutos de jogo, após Mohamed Salah dar bom passe para Naby Keita marcar.

A vantagem, no entanto, durou apenas dois minutos, pois a defesa do Liverpool não soube lidar com uma bola alta do ataque do Monterrey na área. Um disparo de Jesús Gallardo foi bloqueado, mas a bola sobrou para Rogelio Funes Mori, que empatou.

Alisson foi o goleiro que mais trabalhou na partida no segundo tempo, mas com o jogo caminhando para a prorrogação, Firmino, que entrara somente aos 40 minutos do segundo tempo, fechou o encontro, aproveitando passe de Trent Alexander-Arnold na primeira trave, depois de uma boa jogada de Salah.

O técnico do Monterrey, Antonio Mohamed, saiu do confronto sentindo que seus comandados mereciam mais. “Merecemos um resultado positivo, honramos o futebol mexicano. Estávamos competindo para vencer, mas perdemos a concentração nos minutos finais e levamos o gol”, disse ele.

A decisão entre Liverpool e Flamengo é uma repetição da final da Copa Intercontinental de 1981, quando Zico comandou a vitória do time carioca por 3 x 0 em Tóquio.

FONTE : ALTERNATIVA ON LINE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *